30 de dezembro de 2011

Ainda existe uma Cruz.

Eu ando meio cansado ultimamente e até um pouco indignado! Eu não sei ao certo quando isso começou e por quanto tempo isso durará, mas o fato é que eu não aguento mais ouvir as mesmas coisas sempre! Clichês evangélicos repetidos a exaustão. Pregações que mais parecem palestras ruins de autoajuda. Mensagens ministradas para acalentar o sentimento humanista que grita dentro de cada um de nós. Gritos de guerra e declarações de êxito que de fato não produzem nada! Particularmente, me arrependo das vezes que agi assim e fico muito chateado quando ainda faço isso. Por isso, tenho me exposto à correção de Deus, pois eu não quero ter lábios contaminados pela banalidade que assola alguns segmentos da igreja de Cristo nesses dias. Meu cansaço provém daí! Da palavra pregada sem poder. De um Evangelho sem a centralidade da cruz! De uma mensagem focada nos resultados e não na glória extravagante do nosso Senhor! A todos que leem, quero dizer algo: AINDA EXISTE UMA CRUZ! Parece brincadeira ter que dizer isso, pois ela é o centro do Evangelho, mas nós a colocamos num canto das nossas igrejas, para que ela não incomode ninguém. Senhor tem misericórdia de nós! Veja bem, isso não é uma declaração arrogante e perfeccionista de alguém que se acha acima dessas coisas. Na verdade é mais uma confissão de alguém que faz parte disso tudo e que deseja desesperadamente uma mudança, que eu sei, começa em mim e no reconhecimento dos meus próprios erros. Então, não fique de pé e sim de joelhos e clame pela mudança, pois precisamos dela urgentemente!

2 comentários:

  1. Concordo plenamente......um alimento saudável é essecial à vida.....

    ResponderExcluir
  2. QUERO FAZER PARTE DOS SETE MIL...

    ResponderExcluir